Em Seabra, na Chapada Diamantina, acontece a 5ª Conferência de CT&I

Compreender as demandas científicas, tecnológicas e inovadoras dos municípios da Bahia. Esse é o objetivo do Governo do Estado, através da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em sinergia com o Governo Federal, ao desenvolver a 5ª Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (CECTI). Até o momento, a conferência ocorreu em três quatro baianas e, nesta quinta-feira (29), os trabalhos continuaram nos municípios de Ilhéus, Senhor do Bonfim e Seabra. Os encontros contaram com a participação de representantes da academia, do setor produtivo, do poder público e da sociedade civil.

Com 11 plenárias macroterritoriais abrangendo os 27 territórios de identidade do estado, a iniciativa irá coletar contribuições de diversos setores para a elaboração da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI) para o período de 2024 a 2035, além de formular a Nova Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Durante a conferência, os participantes foram organizados em grupos de trabalho temáticos, nos quais puderam desenvolver sugestões. As propostas serão compiladas em um documento para a próxima etapa estadual e, posteriormente, serão analisadas e aprovadas pelo Conselho Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Conciteci).

Na plenária de Seabra, Suely Guede, representante da Comunidade Quilombola do Campo Grande, em Santa Teresinha, compartilha suas expectativas para futuro. “Esta é a primeira vez que participo de uma conferência de CT&I. Durante as atividades, eu e várias outras pessoas indígenas estamos contribuindo com ideias e nos envolvendo ativamente. Espero que este encontro nos abra portas para participar de muitos projetos”. Já em Senhor do Bonfim, o representante da Fecomércio-BA e do Sindicato do Comércio Varejista da região, Cláudio Rodrigues, registra a participação do setor no evento. “Estamos na CECTI para debater sobre o destino do comércio perante a tecnologia e informação”.

Nesta sexta-feira (1), será a vez do ecossistema de Vitória da Conquista contribuir com propostas para as áreas de CT&I, em evento na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). As inscrições para a etapa macroterritorial estão abertas e podem ser feitas através deste link.

Fonte: Ascom/Secti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *